Último encontro preparatório para Fórum Mundial Amazônia+21 - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Sustentabilidade
Último encontro preparatório para Fórum Mundial Amazônia+21
Publicado por Redação VitóriaNews/Br61
Arquivo/ABr

O último encontro preparatório para a edição de 2020 do Fórum Mundial Amazônia+21 ocorre nesta quarta-feira (14). Os especialistas debatem o papel da cultura, dos negócios e as demandas das cidades para a construção de uma Amazônia mais sustentável. 
 
No primeiro painel do dia, o debate girou em torno do que os próprios moradores da região pensam sobre a Amazônia. Por isso, estiveram presentes o cacique Almir Narayamoga Suruí, o escritor manauara Márcio Souza e o geógrafo Gustavo Rangel, pesquisador da vida na Amazônia e professor do departamento de antropologia da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).
 
Em seguida, foi apresentada a plataforma AmazôniAtiva, desenvolvida pelo Instituto IBVRio, associação que incentiva negócios na região, a partir de produtos locais. Três cooperativas contaram suas experiências: Rede da Floresta (RO), Saboaria Rondônia (RO) e Coopavam (MT). 
 
Marcelo Thomé, coordenador do Fórum Amazônia+21, destaca que esse vai ser o último encontro de preparação e ressalta a pluralidade de participantes envolvidos nas discussões sobre o futuro da região: “Neste encontro vamos conversar sobre Amazônia invisível, cultura e cidades amazônicas, ouvindo o cacique Almir Suruí, diversos especialistas na história e cultura da região, prefeitos e especialistas sobre o papel das cidades no desenvolvimento sustentável da região Amazônica.”

Cidades

Também na pauta, o papel das cidades na promoção do desenvolvimento sustentável da Amazônia foi dividido em dois blocos: o primeiro, moderado por Rodrigo Corradi, gerente de relações institucionais do ICLEI – organização internacional que reúne mais de 1,7 mil governos comprometidos com o desenvolvimento sustentável –, gira em torno das cidades e do desenvolvimento sustentável. 
 
Participam o diretor regional da ONU-Habitat para América Latina e o Caribe, Elkin Velásquez, a diretora regional do programa de segurança energética e mudanças climáticas da Fundação Konrad Adenauer, Nicole Stopfer e prefeitos de cidades amazônicas. 

O segundo bloco, com a participação do vice-ministro de ordenamento ambiental do território do governo da Colômbia, Roberto Mario Esmeral Berrio, Sophia Picarelli, gerente de mudança do clima e biodiversidade do ICLEI América do Sul, entre outros, o  tema em debate são os compromissos para o desenvolvimento urbano sustentável. 

Fórum

Programado para os dias 4, 5 e 6 de novembro, o Fórum Amazônia+21 é uma iniciativa que visa mapear perspectivas e buscar soluções para temas relacionados ao desenvolvimento da região e melhoria da qualidade de vida dos mais de 20 milhões de cidadãos que vivem na Amazônia Legal, composta pelos sete estados da região Norte, mais Maranhão e Mato Grosso. 

O fórum é promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), Agência de Desenvolvimento de Porto Velho e Prefeitura de Porto Velho. A Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e o governo do estado apoiam o programa. Por conta da pandemia da Covid-19, este ano o evento vai ocorrer virtualmente. 

As diversas lives que compõem o evento preparatório para o fórum estão disponíveis nas redes sociais da CNI. 

 

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.
Notícias Relacionadas