Pazolini (Vitória), Vidigal (Serra), Arnaldinho (Vila Velha) e Euclério (Cariacica) são eleitos na Grande Vitória - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Política
Pazolini (Vitória), Vidigal (Serra), Arnaldinho (Vila Velha) e Euclério (Cariacica) são eleitos na Grande Vitória
Publicado por Redação VitóriaNews
Fotomontagem VN

Com forte ausência de eleitores neste segundo turno das eleições municipais, foram eleitos neste domingo (29) quatro prefeitos da região metropolitana de Vitória. Foram eleitos o delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos), em Vitória; Arnaldinho Borgo (Podemos), em Vila Velha; Sérgio Vidigal (PDT), na Serra e Euclério Sampaio (DEM), em Cariacica. A abstenção, ou seja, a ausência de eleitores às urnas foi de 26,14% em Vitória; de 28,81% em Vila Velha; de 29,97% em Cariacica e de 31,91% na Serra.

Em Vitória, com um universo de 251.464 eleitores, o atual deputado estadual Pazolini (Republicanos) obteve 100.865 votos (58,47% da votação válida) contra 71.630 votos (41,53%) de João Coser (PT). Um total de 64.735 eleitores da capital não foi votar. Em Cariacica o candidato do DEM conquistou 95.356 votos (58,69%), enquanto a sua oponente Célia Tavares (PT) obteve 67.111 votos (41,31%);

SERRA E VILA VELHA – Na Serra o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) teve 111.920 votos (54,90%) e o candidato derrotado, Fábio Duarte (Rede) conseguiu 91,931 votos (45,10% dos votos válidos). Na Serra o índice de eleitores que deixou de votar foi recorde, com um total de 104.525 votantes. Em Vila Velha, o atual vereador Arnaldinho Borgo (Podemos) venceu o atual prefeito Max Filho (PSDB) com 73.122 votos (36,00%) e o candidato tucano foi derrotado com a votação de 46.523 votos (22,91%). Em Vila Velha, a abstenção foi de 90.490 eleitores.

Os novos prefeitos tomam posse no dia 1º de janeiro próximo e terão logo no início do mandato o desafio de enfrentar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que ainda não tem uma vacina disponível. O forte número de desempregados provocado pela pandemia será também um outro desafio que terão de enfrentar em seus municípios. Com a vitória de Pazolini e de Euclério assumem na Assembleia Legislativa seus respectivos suplentes, Marcos Madureira e Luiz Durão.

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.
Notícias Relacionadas