Justiça obriga Audifax a retirar propaganda irregular em redes sociais - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Política
Justiça obriga Audifax a retirar propaganda irregular em redes sociais
Publicado por Redação VitóriaNews
Reprodução

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio do promotor da 26ª Zona Eleitoral, ajuizou ação de investigação eleitoral em face do atual prefeito do município da Serra, Audifax Barcelos, do candidato a prefeito municipal Fabio Duarte de Almeida e da respectiva candidata ao cargo de vice-prefeita da Serra, Renata Sepulcro, para apuração das notícias de abuso do poder político. A juíza da 26ª Zona acatou parcialmente os pedidos do MPE e determinou que Audifax se abstenha de publicar nas redes sociais referências a obras públicas e, simultaneamente, o nome, sigla ou símbolo que permitam identificar o candidato Fabio Duarte. Também determinou que o prefeito exclua de suas redes sociais as publicações elencadas pelo MPE no prazo de 24 horas, sob pena de multa de R$ 50 mil. Em caso de descumprimento, a multa poderá ser dobrada.


De acordo com a ação, foram publicadas nas redes sociais diversas imagens de inauguração de obras e serviços municipais, onde o atual prefeito estava acompanhado ou fazia referência ao candidato Fábio Duarte de Almeida. O promotor eleitoral acessou os links informados na denúncia e constatou o abuso de poder político, com a associação das obras públicas ao nome do candidato.


O prefeito foi inicialmente notificado para que retirasse as propagandas ilícitas. Porém, o MPE não foi atendido, sendo necessário o ajuizamento da ação, sob o argumento de utilização da máquina pública em benefício do candidato a prefeito.

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.
Notícias Relacionadas