RJ já tem mais de 132 mil casos de covid-19; doença matou quase 11.500 no Estado - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Geral
RJ já tem mais de 132 mil casos de covid-19; doença matou quase 11.500 no Estado
Publicado por Estadão Conteúdo

O Estado do Rio de Janeiro registrou 59 mortes por covid-19 e 2.360 novos casos da doença no período de 24 horas, segundo boletim divulgado na tarde desta segunda-feira, 13, pela Secretaria Estadual de Saúde. A atualização ocorre um dia depois que a pasta não conseguiu acesso ao sistema do Ministério da Saúde e por isso registrou (de sábado, 11, para domingo, 12) apenas 9 mortes e 9 novos casos da doença no Estado.

Até agora, 11.474 pessoas morreram em função do coronavírus no Estado do Rio, que soma 132.044 casos. Se fosse um país, o Estado do Rio seria o 20º do mundo com mais infectados. Mais 1.082 mortes estão sendo investigadas, sob suspeita de terem sido causadas pela covid-19, e 111.189 pacientes se curaram.

Os dez municípios que concentram mais mortes por covid-19 no Estado do Rio de Janeiro são a capital (7.355), São Gonçalo (522), Duque de Caxias (483), Nova Iguaçu (369), São João de Meriti (259), Niterói (242), Belford Roxo (188), Magé (145), Itaboraí (142) e Campos dos Goytacazes (133).

Os dez municípios com maior número de casos são o Rio de Janeiro (64.635), Niterói (7.267), São Gonçalo (6.403), Nova Iguaçu (3.648), Duque de Caxias (3.619), Macaé (3.469), Itaboraí (2.795), Angra dos Reis (2.469), Campos dos Goytacazes (2.199) e Volta Redonda (2.168).
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.